Loading

Blog da Aninha

Mulheres em campo

enviado por Ana Paula Oliveira, 08 de Dezembro de 2011 Comentários 3 comentários

 

Olá pessoal!

Agora vai uma crônica de " Apito da Silva" sobre algumas curiosidades que aconteceram com a arbitragem feminina dentro dos campos de futebol. Algumas histórias engraçadas e também relatos importantes no mundo da bola. Espero que gostem!


Retorno em grande estilo
Olímpia e Comercial de Ribeirão Preto, pela Série A-2 do Campeonato Paulista de 2002. Árbitros nunca foram figuras muito queridas da torcida e, no interior, a hostilidade aumenta ainda mais pela grande rivalidade entre as cidades vizinhas.

As paulistas Sílvia Regina de Oliveira e Ana Paula Oliveira (a propósito, elas não são parentes) foram escaladas para esta partida, em Olímpia. O clima realmente estava bastante hostil antes do jogo. Xingamentos de toda sorte, objetos atirados no campo, enfim, foi muito difícil para as meninas trabalharem.

Com o tempo, a coisa foi mudando de figura. A atuação segura da Sílvia, aliada ás marcações corretas da auxiliar Ana Paula, fizeram com que a torcida local passasse a aplaudi-las. Foi sensacional. O time da casa venceu por 2 a 1.

Curiosamente, em 2003, Ana Paula voltou a Olímpia. Assim que entrou em campo para vistoriar o gramado, a bandeirinha, surpresa, ouviu aplausos da torcida. A jovem assistente realmente parece dar sorte para aquela equipe.
A partida terminou 4 a 3 para o Olímpia.

O mais engraçado é que cada gol a torcida local não gritava o nome do time, mas repetia em coro: “ Aninha! Aninha!”

A torcida não perdoa
As mulheres vêm ocupando seu espaço em todos os setores da vida profissional. É fato que elas são competentes, dedicadas e perfeccionistas em tudo que fazem. Certamente, a arbitragem feminina no futebol foi um dos últimos tabus a serem quebrados.

Sílvia Regina foi uma das pioneiras e, em 2000, estreava como árbitra no futebol profissional, na Série B-2 do Campeonato Paulista, ao lado de dois assistentes homens. Em campo Jabaquara e Comercial de Registro. A torcida local pegava bastante no pé dos bandeirinhas gritando:
- Sua mulher manda em você em casa e agora tem outra mandando também aqui no campo.

Ao final da partida, na descida para os vestiários, veio mais engraçado de todos:

- É... É... É... bandeirinha de mulé!

Neto da...
Vida de árbitro de futebol não é nada fácil. Afinal de contas, eles têm a ingrata missão de tentar agradar duas torcidas cujos times têm interesses inteiramente conflitantes.

A família Bozzano parece ter mesmo nascido para o apito. Depois de Dalmo, que foi árbitro da FIFA durante muito tempo, agora se destaca no cenário nacional seu filho Giulliano. Só que os torcedores de Santa Catarina conseguiram uma maneira inusitada de “elogiar” o jovem árbitro. Não se esquecendo da árvore genealógica da família, eles entoam em coro: “Neto da p...! Neto da p...!

Para quem anos antes havia xingado a mãe de Dalmo Bozzano, sabia que agora ela seria avó. Um absurdo, mas coerente.

Fonte: www.livresportes.com.br

 


Compartilhe:
  • Twitter
  • MySpace
  • Facebook
  • Orkut
  • Digg
  • Delicious
  • Buzz Yahoo
  • Technorati
  • Live
  • Google Bookmark

Postado em: História, LivrEsportes.

Tags: Mulher.

 


 

Comentários

 

 

jaqueline Gonçalves

Muito boas, adoro as crônicas de Apito da Silva, pena q pra mim nao forão inéditas, pois ja havia lido na LivrEsportes.. mas são engraçadas!! É cada uma que vocês passam..!! Rs

 


 

Laura Cardoso - http://http://

Nossaaaa eu sou sua fãe adorei esta crônica hahahah imagina só , também pudera vc toda linda todos iam gritar seu nome!! sou fã

 


 

Lucas - http://http://http://

Ana quando será que vc vem pro Mato Grosso? quero muito conhecer. Adorei este post tudo de bom pra ti e saudades de ti nos campos. Beijos

 


 

 

Deixe seu comentário

 

(obrigatório)

 

(obrigatório, não será divulgado)

 

(opcional)

 

 

(obrigatório)

 

 




 




Arquivos



Categorias



Twitter








Tags

Alter do Chão   Alterosa no Ataque   Amizade   Amor   Ana Paula   aniversário   ano novo   Antônio Carlos Gomes   árbitro   Armando Nogueira   assalto   Auriflama   Beijaço   beneficente   Brasília   Cacau Show   cachoeira   Carlos Alberto Simon   Conceição das Alagoas   concentração   Copa de 2014   copa do mundo   corinthians   Cruzeiro   Cumplicidade   desenho   despedida   determinação   Diário de São Paulo   Dunga   entrevista   exemplo   expocom   facebook   família   fãs   fazenda   FIFA   fortaleza   FPF   futebol   Futebol amador   glória   Hoje em Dia   Homenagem   ibirapuera   intercom   jogo das estrelas   Livresportes   livro   Manaus   Maria João Abujamra   midia   MMA   Mulher   Mulheres do Futebol   Museu do Futebol   música   Neto   Neymar   Nilson Monção   novos desafios   oficial   oportunidade   orkut   osasco   passarela   Pelejas   pênalti   perfil   Peru   Physicus   Pirenopólis   planejamento   Porto Ferreira   Posição Legal   praia   preconceito   prêmio   projeto   racismo   reality show   record   Red Bull   revista   Revista Digital   Salvador   Santarém   Santos   SBT   Seleção   Seminário   site   twitter   USP   vídeo   violência   violencia   Vitória/ES   voleibol  

[ página inicial ]

 Cadastre-seDiga não ao preconceito!LivrEsportes

Qual a necessidade de gerenciar o conteúdo de sua empresa?twitter facebook facebook

HomePerfilBiografiaBlogAgendaFotosVídeosNotíciasPalestras Contrate a AnaShopContato

 

Ana Paula Oliveira - Todos os direitos reservados 2009
Desenvolvido por AP1! Comunicação